Como escolher espumantes para brindar no Réveillon

 In ESPUMANTE, Uncategorized

Como escolher espumantes para brindar no Réveillon?

Já escolheu com qual espumante vai brindar a chegada de 2020 ?

Veja como acertar na escolha.

Para começar, é importante entender a diferença entre champagne e espumante para definir a bebida que deseja e que cabe no seu bolso ou na verba da festa.

“Todo champagne é um espumante, mas nem todo espumante é um champagne”. Para entender a diferença entre champagne e espumante é preciso ir além das borbulhas (perlage) na taça. Para usar o nome champagne, o vinho espumante deve, obrigatoriamente, ser elaborado na região de Champagne, na França, e produzido a partir das uvas como Pinot Noir, Pinot Meunier e Chardonnay, cultivadas dentro desta região delimitada e respeitando rigorosos métodos de produção estabelecidos por uma legislação muito criteriosa.

O champagne ou espumante é chamado Blanc de Blancs quando é elaborado somente com uvas brancas.

Tecnicamente, o espumante é um vinho gaseificado naturalmente e que passa por duas fermentações (se o gás for inserido artificialmente será frisante). Na primeira, a fermentação alcoólica (comum aos demais tipos de vinhos), transforma o açúcar natural da uva em álcool. Na segunda fermentação (realizada em grandes cubas de aço inox e na própria garrafa), adquire, naturalmente, a efervescência, resultando na espuma e nas tão apreciadas borbulhas que vão definir o perfil e qualidade da bebida.

Atualmente encontramos no mercado espumantes produzidos em diversos países, a partir de diferentes tipos de uvas e por diferentes técnicas de produção. Uma dose de açúcar é adicionada ao vinho espumante antes dele ser engarrafado, em um processo chamado de dosagem. A dosagem é feita para alcançar um equilíbrio no vinho, geralmente para contrabalançar a elevada acidez presente.

Para resumir, tudo é espumante !

Para escolher o espumante, você pode considerar:

Região produtora:

Alguns nomes mais comuns dos vinhos espumantes produzidos fora da Região de Champagne:

Crémant para o espumante francês produzido na Alsácia, Borgonha, Bordeaux, entre outras regiões francesas;

Cava na Espanha;

Prosecco produzido com uvas prosecco ou glera no norte da Itália;

Sparkling Wine nos Estados Unidos e outros países de língua inglesa

Espumante no Brasil e outros países de língua portuguesa

Tipos de Espumantes (Processo de Produção):

  • Charmat – é um vinho jovem que passa pela segunda fermentação em grandes tanques de inox. Fica pronto mais rápido e tem valor mais competitivo. Apresenta sabores cítricos, florais e mais leves, sendo ideais para celebrações em geral e orçamentos mais limitados.
  • Asti – é como o Charmat, mas pode ser ainda mais rápido e utilizado na produção de espumantes doces.
  • Champenoise ou Tradicional – vai para a refermentação na garrafa por período mínimo de um ano. Passa por mais etapas que o charmat e é também refinado e mais valorizado. Apresenta sabores e aromas mais marcados, que caem muito bem em festividades mais formais e elegantes.

Níveis de Doçura (níveis de açúcar oficialmente estabelecidos pela União Europeia, expressos em gramas por litro):

 

 

Já identificou o perfil do seu espumante favorito?

Uma feliz virada de ano e 2020 repleto de muitos brindes!